Fechar
Socilitações

Política de Cookies

Seção 1 - O que faremos com esta informação?

Esta Política de Cookies explica o que são cookies e como os usamos. Você deve ler esta política para entender o que são cookies, como os usamos, os tipos de cookies que usamos, ou seja, as informações que coletamos usando cookies e como essas informações são usadas e como controlar as preferências de cookies. Para mais informações sobre como usamos, armazenamos e mantemos seus dados pessoais seguros, consulte nossa Política de Privacidade. Você pode, a qualquer momento, alterar ou retirar seu consentimento da Declaração de Cookies em nosso site.Saiba mais sobre quem somos, como você pode entrar em contato conosco e como processamos dados pessoais em nossa Política de Privacidade. Seu consentimento se aplica aos seguintes domínios: lukky.com.br

Seção 2 - Coleta de dados

Coletamos os dados do usuário conforme ele nos fornece, de forma direta ou indireta, no acesso e uso dos sites, aplicativos e serviços prestados. Utilizamos Cookies e identificadores anônimos para controle de audiência, navegação, segurança e publicidade, sendo que o usuário concorda com essa utilização ao aceitar essa Política de Privacidade.

Seção 3 - Consentimento

Como vocês obtêm meu consentimento? Quando você fornece informações pessoais como nome, telefone e endereço, para completar: uma solicitação, enviar formulário de contato, cadastrar em nossos sistemas ou procurar um contador. Após a realização de ações entendemos que você está de acordo com a coleta de dados para serem utilizados pela nossa empresa. Se pedimos por suas informações pessoais por uma razão secundária, como marketing, vamos lhe pedir diretamente por seu consentimento, ou lhe fornecer a oportunidade de dizer não. E caso você queira retirar seu consentimento, como proceder? Se após você nos fornecer seus dados, você mudar de ideia, você pode retirar o seu consentimento para que possamos entrar em contato, para a coleção de dados contínua, uso ou divulgação de suas informações, a qualquer momento, entrando em contato conosco.

Seção 4 - Divulgação

Podemos divulgar suas informações pessoais caso sejamos obrigados pela lei para fazê-lo ou se você violar nossos Termos de Serviço.

Seção 5 - Serviços de terceiros

No geral, os fornecedores terceirizados usados por nós irão apenas coletar, usar e divulgar suas informações na medida do necessário para permitir que eles realizem os serviços que eles nos fornecem. Entretanto, certos fornecedores de serviços terceirizados, tais como gateways de pagamento e outros processadores de transação de pagamento, têm suas próprias políticas de privacidade com respeito à informação que somos obrigados a fornecer para eles de suas transações relacionadas com compras. Para esses fornecedores, recomendamos que você leia suas políticas de privacidade para que você possa entender a maneira na qual suas informações pessoais serão usadas por esses fornecedores. Em particular, lembre-se que certos fornecedores podem ser localizados em ou possuir instalações que são localizadas em jurisdições diferentes que você ou nós. Assim, se você quer continuar com uma transação que envolve os serviços de um fornecedor de serviço terceirizado, então suas informações podem tornar-se sujeitas às leis da(s) jurisdição(ões) nas quais o fornecedor de serviço ou suas instalações estão localizados. Como um exemplo, se você está localizado no Canadá e sua transação é processada por um gateway de pagamento localizado nos Estados Unidos, então suas informações pessoais usadas para completar aquela transação podem estar sujeitas a divulgação sob a legislação dos Estados Unidos, incluindo o Ato Patriota. Uma vez que você deixe o site da nossa loja ou seja redirecionado para um aplicativo ou site de terceiros, você não será mais regido por essa Política de Privacidade ou pelos Termos de Serviço do nosso site. Quando você clica em links em nosso site, eles podem lhe direcionar para fora do mesmo. Não somos responsáveis pelas práticas de privacidade de outros sites e lhe incentivamos a ler as declarações de privacidade deles.

Seção 6 - Segurança

Para proteger suas informações pessoais, tomamos precauções razoáveis e seguimos as melhores práticas da indústria para nos certificar que elas não serão perdidas inadequadamente, usurpadas, acessadas, divulgadas, alteradas ou destruídas.

Seção 7 - Alterações para essa política de privacidade

Reservamos o direito de modificar essa política de privacidade a qualquer momento, então por favor, revise-a com frequência. Alterações e esclarecimentos vão surtir efeito imediatamente após sua publicação no site. Se fizermos alterações de materiais para essa política, iremos notificá-lo aqui que eles foram atualizados, para que você tenha ciência sobre quais informações coletamos, como as usamos, e sob que circunstâncias, se alguma, usamos e/ou divulgamos elas. Se nosso site for adquirido ou fundido com outra empresa, suas informações podem ser transferidas para os novos proprietários para que possamos continuar a vender produtos e serviços para você

Lukky Consultoria Contábil

METAS - Como começar um negócio? 5 passos para tirar sua ideia do papel em 2022

12 de janeiro de 2022
Infomoney
 

SÃO PAULO – É comum escrever objetivos em finanças, relacionamentos ou saúde a cada virada de ano. Para algumas pessoas, porém, a grande meta para 2022 é começar um negócio. Esses futuros empreendedores e empreendedoras acreditam que o melhor momento para abrir uma empresa era ontem, e o segundo melhor momento é hoje.

Quando se vê as grandes empresas que hoje estão no topo, é difícil lembrar que todas elas um dia começaram do zero – e que elas tomaram algumas atitudes fundamentais no seu início. No vídeo acima o Do Zero ao Topo — marca de empreendedorismo do InfoMoney — elenca os cinco passos fundamentais para começar qualquer tipo de empreendimento, dos mais tradicionais aos mais inovadores. Confira os três primeiros passos no texto abaixo.

1 — Monte um plano de negócios

O primeiro passo para começar seu empreendimento é montar um plano de negócios. Esse plano nada mais é do que um roteiro com tudo que sua empresa precisa saber, ser ou ter antes de abrir as portas. Existem diversas formas de montar um plano de negócios. Uma forma mais visual e resumida do plano de negócios é o Business Model Canvas (“quadro de modelo de negócios”).

O Canvas está disponível no livro Business Model Generation, de Alexander Osterwalder. Também pode ser visto no vídeo que está no começo deste texto, tomando como exemplo o aplicativo 99.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao todo, nove campos devem ser preenchidos no Business Model Canvas. Da direita para a esquerda, o primeiro campo é segmentos de mercado. Ou seja, os tipos de clientes mais importantes para o seu negócio.

Já em relações com clientes, é preciso escrever como o negócio quer abordar os consumidores e qual a experiência de atendimento que eles devem esperar. Esse contato pode ser mais pessoal, como conversas com vendedores, ou mais automatizado, como o preenchimento de um formulário.

Em canais, coloque os meios para que esse atendimento aconteça. Os pontos de contato podem ser um site próprio, perfis em redes sociais ou exposição em lojas próprias ou multimarcas.

Em proposta de valor, você deve escrever qual problema você quer resolver. Depois, vai passar para o “como” pode resolver esse problema. Nas atividades chave, preencha exatamente como seu produto ou serviço funciona.

Nos recursos chave, escreva tudo de que precisa para entregar a proposta de valor e as atividades chave. Esses recursos podem ser físicos, como um equipamento ou uma loja; intelectuais, como uma patente ou uma marca; humanos, como as pessoas que vão trabalhar na empresa; e financeiros, como o investimento inicial e alguma linha de crédito. Nas parcerias chave, listam-se os fornecedores e parceiros que viabilizam o negócio.

Os dois últimos campos do Business Model Canvas falam sobre dinheiro. Em fontes de renda, deve-se escrever de qual forma a empresa vai ganhar dinheiro e quanto ela vai cobrar por cada produto ou serviço. Por fim, na estrutura de custos, você deve colocar seus custos fixos e variáveis. Alguns exemplos deles são aluguel, contas de água e luz, pagamento dos funcionários e o seu próprio salário (pró-labore).

2 — Seja apaixonado pelo problema, não pelo produto

Tem empreendedor que se apaixona pelo seu produto como se fosse o próprio filho. Porém, você não deve colocar seu produto como prioridade, e sim o problema que você vai solucionar. Os consumidores comprarão do seu negócio porque você resolve algo importante para a vida deles, não pelo tempo ou dinheiro que você gastou tendo e melhorando sua ideia.

O problema a ser solucionado pode ser uma situação que você mesmo percebe no dia a dia. Mas sempre pergunte para outras pessoas se elas se incomodam com essa mesma situação, e se pagariam para que ela fosse resolvida. Quanto mais pessoas você ouvir e mais profundas forem essas conversas, melhor.

Essa coleta de feedbacks com os clientes deve ser constante. Você deve sempre melhorar seu produto, ou construir produtos novos, para atender as dores apontadas pelos seus consumidores. É assim que pequenas empresas se tornam grandes. Um grande gestor que fez uso dessa estratégia foi Abilio Diniz, quando estava no grupo varejista Pão de Açúcar. Confira a entrevista completa:

3 — Teste rápido, erre rápido, mude rápido

Você já aprendeu que sua empresa deve sempre pensar no que o cliente quer. Mas como fazer isso na prática? Quem gosta de startups provavelmente tem o testar, errar e mudar rápido como uma filosofia de vida.

Essa metodologia foi descrita com profundidade no livro A Startup Enxuta, de Eric Ries. Em resumo, as perdas de tempo e dinheiro são grandes quando os empreendedores e gestores investem muitos recursos para criar uma empresa ou um projeto — apenas para descobrir muito depois que empreitada não teve a aprovação dos consumidores. Ries propõe criar uma primeira versão do seu produto com a menor quantidade de recursos possível.

Compartilhe nas redes sociais

Facebook Twitter Linkedin
Voltar para a listagem de notícias